Uma Odisseia COVID-19

John Olaya, engenheiro de serviço, Mindray Colômbia


Eu sou John, engenheiro de serviço do escritório da Colômbia. Em janeiro deste ano, fui designado para apoiar os prestadores de serviços médicos que lutam contra o surto de COVID-19. Minha principal tarefa era verificar todos os ambientes e condições dos hospitais clientes e concluir a instalação dos produtos IVD da Mindray. Cheguei à Venezuela em 22 de janeiro e comecei a colaborar com clientes locais imediatamente. Durante um mês e meio, viajei por oito cidades do país e ofereci suporte aos hospitais locais. Enquanto trabalhava no último hospital em Valência, o COVID-19 chegou oficialmente à Venezuela, e o hospital que eu atendia era responsável por atender os casos confirmados. Por isso, eu corria um alto risco de contrair o vírus. Essas circunstâncias incomuns me inspiraram a oferecer o melhor serviço possível. Como resultado, minha equipe instalou 26 dispositivos IVD e forneceu treinamento abrangente para prestadores de serviços médicos em 13 hospitais na Venezuela.

Quando finalmente cumpri a tarefa, outra mudança inesperada impediu minha viagem de volta para casa. Para evitar a propagação da doença na Venezuela, os governos do Brasil e da Colômbia fecharam temporariamente suas fronteiras com a Venezuela. Após um planejamento e comunicação meticulosos, voei para Cuba e finalmente voltei para casa em 18 de março. A odisseia COVID-19 ficará marcada em minha memória para o resto da vida.

Compartilhar Para

Histórias de funcionários

  • Casa longe de casa

    Ayoub Elbaamrani, especialista em produtos PMLS, Mindray Marrocos

    Mais>
  • Uma Odisseia COVID-19

    John Olaya, engenheiro de serviço, Mindray Colômbia

    Mais>
  • Atraso no feriado, não nos suprimentos

    Wei Zhihao, engenheiro de compras, Mindray Manufatura

    Mais>